Veja aqui como o Google Tag Manager pode te ajudar a ser independente

qui 19 de jul de 2018

O Google Tag Manager foi criado no fim de 2012 e aproximou os olhares dos departamentos de marketing sobre os gerenciadores de tags.

O grande diferencial da comunicação online é a facilidade de medir resultados e ampliar oportunidades a partir do conhecimento que qualquer dado mensurado fornece.

No entanto, para mensurar com confiança, é preciso se certificar que a implementação das ferramentas de acompanhamento foram realizadas corretamente. Só assim o acompanhamento das métricas que ajudarão seu negócio e guiarão sua comunicação será preciso.

É justamente na implementação das ferramentas que os Tag Managers aparecem.

Índice

  1. E o que é uma tag?
  2. E um Tag Manager, o que é?
  3. Como escolher o seu Tag Manager?
  4. E o Google Tag Manager, para que serve?
    1. Razões para implementar a GTM
    2. Abrindo sua conta no Google Tag Manager
  5. O TI ainda terá que me auxiliar?

O que são tag’s?

O que são tags de monitoramento?

As tag’s, dentro do assunto que estamos tratando, são código em JavaScript que enviam e recebem informações, as exibindo em um dashboard acessível ao usuário.

Elas são fundamentais na mensuração de acessos, cliques, downloads, tráfego, heatmaps, entre outras formas de monitoramento. Você deve inseri-las em todas as páginas que deseja monitorar.

E um Tag Manager, o que é?

O que é Tag Manager?

Os Tag Managers são ferramentas facilitadoras do processo de inserção de tags de acompanhamento em sites.

Após a implementação da ferramenta, o contato do departamento de marketing com o TI será extremamente menor. Ainda existirá, no entanto, não haverá dependência para qualquer alteração em códigos de acompanhamento, já que a tag manager será a responsável por isso.

Como escolher o seu Tag Manager?

blog-gerenciadores-de-tags

Os tag managers ganharam maior notoriedade com o lançamento do Google Tag Manager (GTM), e com isso muitas outras ferramentas e desenvolvedores criaram os seus gerenciadores ou tiveram a oportunidade de apresentar para o mercado o que já haviam desenvolvido.

Não melhor opção, deve sempre ser feito um estudo do ambiente de implementação para checar compatibilidade com o gestor escolhido e das tags a serem implementadas para ter o melhor alinhamento com o tag manager, possibilitando uma inserção mais tranquila e rápida.

Por exemplo, se a implementação for majoritariamente de ferramentas da suíte Adobe o sugerido será o Adobe Tag Manager, no entanto se a implementação for majoritariamente de ferramentas Google o indicado é o Google Tag Manager (GTM).

E o Google Tag Manager, para que serve?

Google Tag Manager, o que é?O Google Tag Manager é a ferramenta de gerenciamento de tags do próprio Google. É uma ferramenta gratuita e deve seriado no site da tag manager.

Com ela, fica fácil gerenciar as tags de remarketing do Facebook, Twitter, as tags de acompanhamento do Adwords, Google Analytics, entre tantas outras ferramentas.

Depois de cadastrado, você terá que criar contêineres para cada site diferente que deseja inserir a tag. Depois disso, poderá selecionar se todo o site deve conter o acompanhamento específico escolhido, poderá escolher somente um conjunto específico de páginas. Enfim, terá mais independência em relação ao monitoramento de seu site.

Razões para implementar a GTM

1) Faça seu site ficar pronto para o futuro: tenha certeza, as próximas modificações que você precisar fazer em suas ferramentas de monitoramento serão muito simples, sem necessidade de gastar tempo entre a necessidade da modificação encontrada pelo marketing e a execução desta modificação pelo TI.

2) Rapidez: como dito anteriormente, o tempo de espera até ver como cada modificação se comporta é diminuído drasticamente, já que a execução parte do próprio departamento que identificou a necessidade de modificação da tag.

3) Flexibilidade: a tag manager faz de você mais independente e também libera os desenvolvedores de ter que modificar o site a cada detalhe. Assim, eles poderão se concentrar em suas atividades específicas.

4) Opções de debug: testar a ferramenta antes de publicar seu código é importantíssimo, o GTM tem opções de debug, de maneira que você pode ver como cada alteração que você faz se comporta antes de publicá-la definitivamente.

5) Arquivamento de versões: toda vez que você atualiza sua Google Tag Manager, a ferramenta  cria uma versão que armazena a configuração anterior, o que é ótimo para organizar as modificações da tag e resolver problemas após a publicação da tag. Veja abaixo:

Versões de atualizaçao na Tag Manager.

6) Tags pré-prontas: a Google Tag Manager já tem armazenado tags para o Google Analytics (clássica e Universal Analytics), tag de conversão do AdWords, remarketing, entre outras tags que abaixo iremos lhe mostrar. Isso facilita o trabalho de qualquer um que não sabia programar mas precisa lidar com marketing digital.

7) Se você deseja monitorar separadamente uma só URL, com o GTM fica mais fácil: ao invés de colocar a tag na página específica, basta você selecionar no painel do contêiner.

8) Permissões: você poderá selecionar quem edita, publica ou atualiza sua GTM.

Google Tag Manager tutorial: abrindo sua conta

Vá ao site do Google Tag Manager e faça seu login. Estando logado em qualquer produto do Google, ele automaticamente reconhecerá sua conta.

A primeira tela será de criação de conta e, em seguida, contêiner. Cada contêiner suporta uma tag para ser adicionada a um site.

Google Tag Manager, tela de criação de conta

Google Tag Manager, criação de contêiner
Google Tag Manager, criação de contêiner.

Você deverá concordar com os termos de uso e, finalmente, receberá a tag manager para ser instalada em seu site.

Ela deve ser colocada sobre após a tag <body>.

Tag do GTM

Depois de adicionada a tag, você deverá clicar no botão Adicionar Tags para começar seus trabalhos com a GTM.

Adicionar tags no Google Tag Manager

Estas são as opções que o Google Tag Manager pode lhe oferecer.

Tags do Google Tag Manager.

Aqui, iremos adicionar o Analytics na Tag Manager. Veja, você só vai precisar do UA ou do código antigo de monitoramento, além de indicar qual o tipo de acompanhamento que deseja fazer, veja:

Configurar o Google Tag Manager.

Você deverá confirmar a alteração, clicando em publicar, para ser aplicada.

Google Tag Manager para alteraçao de tag

Depois confirmar a publicação, conforme abaixo.

Google Tag Manager, confirmação de alteração

O TI ainda terá que me auxiliar?

90's computer, por Gavin Simpson

O auxílio de TI é importante, já que é necessário configurar a ferramenta no código do site, inserindo uma camada de dados e o trecho básico da ferramenta.

Além disso, existem ferramentas que requerem a implementação de parte de sua tag diretamente no site, para além da configuração na GTM.

Por fim, nem todas as tags podem ser implementadas a partir de gerenciadores de tags, a maioria tem que ser implementada com chamadas de javascript. Assim, se sua equipe possui pessoas que tenham fluência em programação javascript o contato com programadores é menor, uma vez que as tags não nativas das ferramentas podem ser implementadas como chamadas javascript diretamente dentro dos gerenciadores, no entanto, se não houver essa familiaridade, o contato com os programadores aumenta novamente.

 Por Anna Halasz