O que é API? Para que serve?

Com o desenvolvimento de softwares o anseio para a troca de dados entre plataformas se tornou latente, surgindo a necessidade de criação de rotinas e padrões de programação para que essas informações transitassem.

A sigla API, derivado do termo em inglês Application Programming Interface, foi o nome dado a essas rotinas. Então, quando queremos compartilhar informações entre plataformas construímos uma API para que programadores consigam trazer essas informações de uma interface para outra interface.

A API é como uma ponte criada por desenvolvedores para que haja tráfego seguro de dados entre plataformas. No entanto, a API não é a única maneira de se enviar dados de uma aplicação, podemos criar diferentes tipos de pontes e maneiras de se dividir a informação.

1. APIs no dia-a-dia

As APIs já são uma realidade para muitos dos softwares que disponibilizam dados para seus usuários. Atualmente temos milhares de APIs públicas que permitem a comunicação entre plataformas. Algumas delas você já utiliza diariamente, como fazer login num app utilizando sua credencial do Facebook ou do Google.

O gráfico abaixo da ProgrammableWeb mostra o crescimento no número de APIs até 2013. Vemos uma curva exponencial ascendente na quantidade de APIs abertas disponibilizadas.

evolução-no-uso-de-apis

Se você ainda não entendeu o que é API vamos tentar explicar de uma maneira diferente.

Quando você conversa com um amigo seu, vocês tem suas piadas, falam a mesma língua e tem uma sintonia durante a conversa. No entanto, quando você trabalha, muitas vezes você poderá se deparar com pessoas de outros países que não falam a mesma língua que a sua, neste caso a linguagem é uma barreira. A API pode ser considerada o tradutor simultâneo, que estabelecerá as regras e padrões da comunicação entre você e seu colega de trabalho.

Uma analogia bem legal feita pelo Sensedia é pensar a API como um garçom, pois este sozinho não produz nada, mas é a sua interface com a cozinha, ou seja, a ponte que fará com que seu pedido chegue às mãos do cozinheiro.

API: Possíveis usos e aplicações já realizadas

Se você for de uma área de marketing provavelmente conhece o Google Analytics. A ferramenta de web analytics do Google tem uma API para extração dos dados, essa API pode ser utilizada para automatizar a confecção de relatórios e gerar dashboards de acompanhamento que auxilia gestores a otimizar seus esforços de mídia e a navegação dos usuários.
Outro caso comum de utilização de API é quando entramos em um site de restaurante por exemplo e vemos mapa do local, geralmente aquele mapa é inserido por meio da API do Google Maps.
Agora que você entende um pouquinho mais o que é uma API e alguns de seus usos pode pensar em como automatizar ações do seu dia-a-dia e como otimizar seu tempo e dinheiro.

Postado em Digital Analytics