O que é uma Conta, uma Propriedade e uma Vista no Google Analytics?

qua 13 de jan de 2021

O Google Analytics é uma ferramenta que coleta e disponibiliza dados de presenças digitais, como sites e aplicativos, através de relatórios, sendo uma das plataformas de análises mais utilizadas no mundo. 

Você começou a usar o Google Analytics e quer entender a estrutura da plataforma? Neste artigo iremos mostrar como funciona a hierarquia administrativa do Google Analytics, explicando o que é uma Conta, Propriedade e Vista no Google Analytics.

Conta, propriedade e vista do Google analytics

Neste artigo abordaremos:

O que são organizações no Google Analytics?

O que é conta no Google Analytics?

O que é propriedade no Google Analytics?

O que é vista no Google Analytics?

Quais são os níveis de usuários e permissões no Google Anaytics?

O que são organizações no Google Analytics?

No Google Analytics uma organização é a empresa que está utilizando a plataforma. Através da organização é permitido que você acesse todas as contas referente aos produtos Google, como por exemplo, Google Tag Manager, Google Analytics, Google Ads e etc., gerenciando as contas, propriedades, usuários, nível de permissões e integrações entre os produtos Google

Exemplo de organização Google Analytics

hierarquia do Google Analytics

O que é conta no Google Analytics?

A conta é o que permite que você tenha acesso ao Google Analytics, uma organização pode ter mais de uma conta no Google Analytics. Através da conta você irá criar as propriedades. Ao criar uma conta será disponibilizado um código de acompanhamento composto de nove dígitos para cada conta criada.

O que é conta do Google Analytics

O nível de conta é a maior instância para organizar o Google Analytics e ao criar uma conta, automaticamente você irá criar uma Propriedade e uma Vista no Google Analytics. Portanto, para poder ter acesso aos relatórios do GA, a primeira coisa a fazer é criar uma Conta e partir dela seguir o processo de configuração e implementação da solução. A implementação do Google Analytics também pode ser feita com o auxílio do Google Tag Manager, para descobrir o que é Google Tag Manager, clique aqui.

Ter várias Contas no Google Analytics para acompanhar um único site ou app não é recomendado, devendo ser usado apenas em casos específicos.

Você pode ter mais do que uma conta no Google Analytics ou organizar tudo numa única conta, isso dependerá da sua necessidade e estratégia de mensuração. 

Você também poderá ter várias Propriedades dentro de uma Conta, tendo o limite de 50 Propriedades por Conta na versão Standard do Google Analytics.

O que é Propriedade no Google Analytics?

A Propriedade do Google Analytics  é disponibilizada após a criação da Conta e geralmente está relacionada a um site ou aplicativo. Ao criar uma Propriedade o Google Analytics gera um código de acompanhamento com um ID exclusivo, que brincamos ser o CPF do GA, também conhecido como UA, por exemplo, UA-12345678-1. 

O que é propriedade do Google Analytics

Este UA vincula uma Propriedade a uma ou mais Vistas, sendo localizada na área de administração de propriedade do Google Analytics, este número também aparece no código padrão gerado pela ferramenta, para implementação no site.

Uma Propriedade do GA na versão free pode ter até 25 Vistas, sendo a Propriedade identificada pelo número ao final da UA, assim se tivermos uma segunda propriedade dentro da conta de exemplo sua identificação será UA-12345678-2.

O que é Vista no Google Analytics?

A Vista no Google Analytics é o último nível de organização estrutural, também sendo a forma de acessar os relatórios no GA. Dentro da Vista é possível fazer configurações de filtros e metas, além de ser um ótimo nível para liberação de acessos a usuários. 

O que é vista do Google Analytics

Organizar as Vistas do GA é uma excelente forma de determinar visões, nela pode-se adicionar filtros que permitam um recorte específico de dados, por exemplo, ter uma vista com informações de navegação mobile. Mas, é extremamente necessário ter um backup com dados gerais, pois ao adicionar filtros numa vista, isso fará com que os dados não pertencentes ao filtro sejam ignorados, não podendo ser recuperados, porque simplesmente não serão registrados.

Quando é criada uma conta no Google Analytics, é adicionada uma propriedade e a primeira vista não terá filtros, disponibilizando todos os dados da propriedade. Portanto, se você quer fazer filtros, comece criando uma segunda vista dentro desta propriedade e adicionando o filtro apenas nesta vista.

É importante salientar que os dados serão contabilizados pelo Google Analytics a partir da data de criação da vista Google Analytics, não sendo fornecidos dados antes da criação da vista e obviamente, desde que o código do Google Analytics esteja implementado e disparado no site ou app.

Ao excluir a vista, os dados serão deletados e não poderão ser utilizados novamente, por isso, mantenha a vista caso tenha interesse em utilizar futuramente.

Quais são os níveis de usuários e permissões no Google Anaytics?

O administrador da conta do Google Analytics pode incluir novos usuários a conta, a propriedade e a vista e restringir o acesso de acordo com a necessidade do perfil.

Atualmente o Google Analytics conta com quatro tipo de permissões que podem ser disponibilizadas por usuário ou para um grupo de usuários, são elas:

  1. Gerenciar usuários – permite gerenciar os usuários da conta concedendo acessos, adicionando ou excluindo usuários e dando permissões.
  2. Editar – Tem o poder de adicionar, excluir, editar contas, propriedade e vistas e configurar ou excluir relatórios, metas, filtros e etc., mas não pode gerenciar usuários. Para criar filtros o usuário precisa ter permissão para editar no nível de conta e para aplicar os filtros no nível de vista. Quem tem a permissão para editar pode colaborar.  
  3. Colaborar – Com essa permissão é possível editar, criar, compartilhar e excluir relatórios. Quem tem a permissão para colaborar pode ler e analisar.
  4. Ler e analisar – Com essa permissão é possível ver os dados de acordo com o nível liberado, criar segmentos e filtrar tabelas, porém não poderá editar ou configurar nenhum relatório.

Tanto a estrutura hierárquica como os níveis de permissionamento vêm evoluindo nos últimos anos dentro do Google Analytics, então o que recomendamos é além de ler este artigo, também navegue dentro da ferramenta, para identificar os pontos mencionados e partir deste conhecimento desenhar a estrutura ideal para o seu negócio. E lembre-se agora que você sabe como funciona a hierarquia do Google Analytics, tenha atenção ao liberar acessos para novos usuários, pois com grandes poderes vem grandes responsabilidades.  

GA4, a nova maneira de ver seus dados

Desde o dia 14 de Outubro de 2020 o Google tornou oficial o Google Analytics 4 (GA4) como padrão na abertura de novas propriedades.

A lógica de Conta > Propriedade > Vista ganhou uma nova roupagem pois diferentes plataformas de interação como site e app podem ser analisadas em conjunto.

A estrutura do GA4 mantém a conta e a propriedade, embora a última não tenha mais uma UA e sim um identificador numérico. O que muda na estrutura é o desaparecimento das propriedades com a entrada dos fluxos de dados.

O fluxo de dados é onde você encontrará o script a ser inserido no seu site ou app. Para cada propriedade digital, dependendo do objetivo de mensuração, você deve criar um fluxo de dados podendo na mesma propriedade ter um fluxo de dados para o seu APP e um segundo para o seu site.

É nessa agregação de presenças que a vantagem do GA4 está, pois possibilita o acompanhamento de APPs e Site numa mesma propriedade, mas isso é assunto para outro post. 😉